Exames toxicológicos: #Fato ou #Fake?


Com o novo Código de Trânsito Brasileiro, atualizado desde o dia 12 de abril de 2021, o prazo de validade das CNHs mudou.


Condutores com menos de 50 anos, terão CNHs com validade de 10 anos. As CNHs dos condutores entre 50 e 70 anos, terão validade de 05 anos. Já os condutores acima de 70 anos, terão CNHs com validade de 03 anos.


Os exames toxicológicos, para os motoristas que exercem atividade remunerada, deve ser realizado nos últimos 02 anos e 06 meses. Caso não seja feito, será considerado infração gravíssima, cabível a punição de 7 pontos, multa e 03 meses de suspensão de direito de dirigir, após a realização de um novo exame.


Os exames toxicológicos podem ser aplicados em diversas situações, como colaboradores de uma empresa, quanto para emissão ou renovação da carteira de motorista das categorias C, D e E.


O Laboratório Unilab separou nesta publicação alguns #fatos e #fakes sobre os exames toxicológicos para que você fique por dentro dos principais pontos sobre exame. Boa leitura!

É possível fraudar o exame toxicológico.

#FAKE

Ainda que alguns profissionais levantem hipóteses de que a adoção de algumas práticas possa alterar o resultado do exame, não há como o exame toxicológico ser fraudado, pois o mesmo é considerado um dos testes mais seguros para análise de consumo de substâncias psicoativas.

O exame toxicológico é indolor

#FATO

O exame toxicológico é simples e indolor. Para verificar se foi feito uso de substâncias psicoativas, é coletado uma mecha de cabelo ou pelos do paciente, para que seja feita a análise da queratina. Por essa estrutura ser irrigada por um fluxo sanguíneo constante, é possível perceber quando houve o consumo de substância psicoativa. Tudo isso porque o sangue impregna essa região com a droga, permitindo que o laboratório a identifique dentro de um período entre 90 e 180 dias.

Produtos de higiene eliminam tóxicos

#FAKE

Não existe maneiras de burlar o resultado do exame toxicológico. As substâncias tóxicas presentes no córtex capilar estão localizadas internamente, e nenhum produto cosméticos é capaz de removê-lo.

Ir à sauna elimina os tóxicos

#FAKE

Assim como nenhum produto cosmético é capaz de eliminar os tóxicos presentes no córtex capilar, o mesmo acontece com a sauna. Não é possível eliminar as drogas com o suor, uma vez que esses tóxicos estão localizados internamente. Não há como burlar o exame toxicológico.

O exame identifica qualquer substância ilícita

#FATO

Entre algumas das substâncias identificadas pelo teste no exame toxicológico, destacamos:

  • maconha;

  • cocaína;

  • opiáceos, incluindo codeína;

  • morfina;

  • heroína;

  • ecstasy (MDMA e MDA);

  • anfetamina e metanfetamina.