Outubro Rosa: controle dos fatores de risco e estímulo dos fatores protetores

Atualizado: há 3 dias


O Outubro Rosa é uma campanha criada na década de 1990 pela "Fundação Susan G. Komen for the Cure". No Brasil, a primeira ação ocorreu no parque Ibirapuera/São Paulo, em 2002. Mas, foi só em 2008 que a iniciativa ganhou forças e diversas entidades relacionadas ao câncer passaram a iluminar prédios e monumentos com a cor rosa durante a noite.

Com o intuito de conscientizar e alertar as pessoas sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, a campanha Outubro Rosa luta também luta pelos direitos ao atendimento médico de qualidade e suporte emocional.

O câncer de mama é o segundo tipo mais frequente no mundo e o mais comum entre as mulheres.

Quais os possíveis sinais e sintomas?

Há vários tipos de câncer de mama. Por isso, a manifestação desses sintomas pode ocorrer de forma isolada ou simultânea, e a doença pode evoluir de diferentes formas.


- Mama com tamanho ou forma alterada;

- Mamas assimétricas;

- Nódulo único e endurecido;

- Vermelhidão, inchaço, calor ou dor na pele da mama, mesmo sem a presença de nódulo;

- Dor na mama ou no mamilo;

- Nódulo ou caroço na mama, que está sempre presente e não diminui de tamanho;

- Sensação de nódulo aumentado na axila;

- Espessamento ou retração da pele ou do mamilo;

- Secreção sanguinolenta ou aquosa nos mamilos;

- Endurecimento da pele da mama, semelhante à casca de laranja;

- Coceira frequente na mama ou no mamilo;

- Formação de crostas ou feridas na pele junto do mamilo;

- Inversão do mamilo;

- Inchaço do braço.

* É importante ressaltar que esses sintomas nem sempre indicam a presença de um câncer. O Laboratório Unilab recomenda uma avaliação médica para um diagnóstico correto.

Prevenção

A prevenção do câncer de mama é fundamentada basicamente no controle dos fatores de risco e no estímulo aos fatores protetores, visto que essa doença não é totalmente evitável, em função da complexidade de fatores relacionados à sua manifestação e ao fato de que vários deles não estão sob nosso controle.

- Alimente-se melhor. Dê preferência aos alimentos naturais, integrais e proteínas de boa qualidade. Evite frituras, excesso de gordura trans e saturada, carboidratos simples e industrializados;

- Converse com o seu médico e adote uma rotina de atividades físicas.

- Faça uma dieta rica em frutas, legumes e verduras;

- Visitas periódicas ao médico são fundamentais para verificar a sua saúde e identificar doenças nos estágios iniciais;

- Abandone hábitos perigosos, como tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcoólicas e sedentarismo.

SIGA

CONTATO

Tels.: (18) 3226-0911

(18) 3226-0912

(18) 3226-0913

Presidente Prudente  - São Paulo

  • LINKEDIN UNILAB
  • LAB UNILAB
  • INSTAGRAM UNLAB

© 2017 criado por CDC Marketing