Luta Pela Redução da Mortalidade Materna


No dia 28 de maio foi celebrado o Dia Nacional de Luta pela Redução da Mortalidade Materna. A gestação é um período que demanda atenção especial para preservar a saúde e segurança da mãe e promover o desenvolvimento saudável do bebê. E para isso, é imprescindível que toda mulher grávida faça o pré-natal.


Segundo a OMS, apesar da mortalidade materna ter diminuído em mais de 30%, a cada 11 segundos uma grávida ou um recém-nascido perdem a vida. Para que esse número continue a cair, é preciso conscientizar a população sobre a importância do acompanhamento de pré-natal adequado.


A gravidez é um período que pede exames específicos. Durante o primeiro trimestre, esses exames são importantes para avaliar a saúde geral e identificar doenças que podem ser passadas da mãe para o feto. No segundo trimestre, caso não haja nenhuma intercorrência, o acompanhamento será ambulatorial. Já no terceiro trimestre, além de novos exames, todos os exames de sangue solicitados no primeiro trimestre serão repetidos. Em casos de gravidez de risco, podem ser necessários outros exames mais específicos.


O Laboratório Unilab listou os principais exames laboratoriais para cada trimestre. Confira:


Primeiro Trimestre e Segundo Trimestre:


- Hemograma;

- Glicemia de jejum;

- TGO, TGP E GGT;

- Bilirrubinas T e F;

- Ácido Fólico;

- Ureia e Creatinina;

- Grupo Sanguíneo + fator RH/DU;

- EAS e Urocultura;

- HIV;

- VDRL Quantitativo;

- Toxoplasmose IgG e IgM;

- Coombs Indireto;

- Rubéola;

- Citomegalovírus;

- Brucelose;

- HTLV;

- TTGO;

- Preventivo.


Terceiro Trimestre:


- Hemograma;

- EAS e Urocultura;

- HIV 1 e 2;

- VDRL Quantitativo;

- Toxoplasmose;

- Rubéola IgG e IgM;

- Streptococcus B.

Saiba mais sobre os exames de pré-natal necessários para a promoção da saúde e segurança da gestante e do feto, clicando aqui!